Plantas de Cobertura Permitem Melhor Aproveitamento dos Fertilizantes e Redução das Perdas de Café

Dr. Valter Casarin
Participantes do dia de campo.


Dr. Valter Casarin, Diretor Adjunto do IPNI Brasil, participou de um dia de campo na região de Franca, SP - tradicional região produtora de café - para observar os benefícios do uso de plantas de cobertura no manejo nutricional do cafeeiro. A utilização de culturas de cobertura (principalmente Brachiaria) mostrou ser eficiente na nutrição do cafeeiro. O manejo é caracterizado pela adubação das plantas de cobertura, as quais são posteriormente roçadas para debaixo da copa do cafeeiro. Notou-se que nesse manejo o solo mantém a umidade, permitindo melhor aproveitamento do fertilizante. Nas áreas onde não foram utilizadas culturas de cobertura o solo ficou desprotegido e pôde-se ver claramente o fertilizante na superfície do solo. Na ocasião, a temperatura do solo sem cobertura vegetal era de aproximadamente 55 ºC, enquanto a temperatura do solo coberto com a palha das plantas de cobertura era de 32 ºC. Na região, em função da longa estiagem, há uma perda estimada de mais de 20% da safra de café. Já nas áreas onde se adota o manejo de culturas de cobertura as perdas são significativamente menores. "Este dia de campo foi fundamental para conhecer a importância da braquiária no manejo nutricional do café e sua importância em condições de severo déficit hídrico", disse Dr. Casarin.




Mais informações: Interactions